sexta-feira, agosto 26, 2016

9 pontos e 18 milhões garantidos?



Depois de nos ter calhado uma boa "fava" no sorteio da pré-eliminatória (uma equipa de 100 milhões, a Roma), acho que vocês exageram ao dizer que este sorteio foi o melhor de sempre. Lembro que o Porto já teve melhores. Por exemplo, quando ficou isento de eliminatórias na Taça de Portugal... :-))

De qualquer maneira, convém não esquecer que vamos jogar com o campeão inglês, com uma equipa que municia muito bem a perigosa seleção belga e contra uns "pinheiros" que, ditou o sorteio, terão a neve como forte aliado no jogo em casa.

Quanto ao grupo do Benfas, o Jorge Mendes é que vai decidir e quanto ao do Sporting, não sei se dá para entrar na Liga Europa...

CALENDÁRIO:
14-09-2016: FC Porto x Copenhaga
27-09-2016: Leicester x FC Porto
18-10-2016: Brugges x FC Porto
02-11-2016: FC Porto x Brugges
22-11-2016: Copenhaga x FC Porto
07-12-2016: FC Porto x Leicester
PRÉMIOS:
Prémio de presença: 12,7M.
Vitória:1,5M
Empate: 500k
Oitavos-de-final: 6M
Quartos-de-final: 6,5M
Semifinalistas: 7,5M.
O vencedor: 15,5M
Finalista vencido: 11M
Ainda há a acrescentar o market pool (direitos televisivos), mas não será paga nenhuma verba suplementar aos finalistas em resultado da bilheteira, como era habitual no passado. (fonte).

quinta-feira, agosto 25, 2016

O mistério da valor do empréstimo do Óliver (e outras preocupações)


Apesar do excesso de médios do nosso plantel, um criativo como Óliver e que, ainda para mais, joga bem à esquerda é sempre uma excelente notícia. Mas, como é habitual, sabemos muito pouco sobre o negócio. O Jogo fala numa cláusula "obrigatória" de compra por 20 milhões, mas se consultarmos diretamente a fonte, o comunicado do FCPorto à CMVM, esta é omissa quanto a valores apenas informando que existe uma opção de compra e que o Porto "garantiu os direitos de inscrição desportiva do jogador Óliver Torres ao Club Atlético de Madrid até 31 de dezembro de 2017".

A não ser que Varela assegure os serviços mínimos como defesa direita, a lesão de Maxi (para dois meses) pode constituir um novo problema de "mercado", sendo que um central experiente é preciso (especialmente em caso de lesão ou impedimento de algum dos actuais titulares) e um extremo de raiz, para oferecer alguma versatilidade táctica, era muito bem-vindo (Hernâni não pegou apesar dos 2,9M que demos por ele e regressa ao Vitória).

A boa surpresa André Silva alivia-nos a preocupação com o ataque, mas convinha perceber se Bueno é ou não opção e qual o valor e interesse de Depoitre antes que o mercado feche... (presumo que ninguém tenha já dúvidas que Adrian é uma carta completamente fora do baralho).

terça-feira, agosto 23, 2016

Estava a ver que era preciso mais um vermelho...



Não sabendo bem o que vocês acharam, eu estava a ver que era preciso mais um vermelho... No jogo mais valioso de sempre (12M pela passagem+2M pela vitória), sejamos honestos, nas duas mãos jogámos 90 minutos em superioridade numérica; era uma obrigação passar à fase seguinte.

Apesar da enorme alegria, não há que mudar nada na análise já aqui feita ao plantel e à gestão da nossa SAD. É curto e tem lacunas graves para uma equipa que quer chegar, pelo menos, aos oitavos de final da Liga dos Campeões e discutir o título nacional.

É óbvio que precisamos de um central (Filipe convenceu), de extremos e de um ponta-de-lança (acreditando que Depoitre não seja muito mais do que um pinheiro). A exibição do Adrian, sem centrais de marcação, foi em muitos momentos confrangedora. E continuo sem entender porque raio é que o Sérgio Oliveira se julga tão primadonna (não revê os seus jogos no videogravador lá de casa?). Mas pronto, o que interessa é que ficou mais uma vez provado o adágio: "errar é romano". Siga, para a 21!

ADENDA: Quinta-feira temos o sorteio, as 17h. Com a presença no segundo pote, temos já como certo que não nos cruzaremos com o At. Madrid (Espanha), Borussia Dortmund (Alemanha), Arsenal (Inglaterra), Sevilha (Espanha), Nápoles (Itália) e B. Leverkusen (Alemanha), além do Manchester City, cujo apuramento se anuncia como mais de provável, depois da vitória por 5-0 em Bucareste, na primeira mão do play-off. O mesmo acontece em relação ao cruzamento com os outros dois representantes portugueses, já que na fase de grupos, não é possível defrontarem-se equipas dos mesmos países. 

Pede-se um grandíssimo Porto


Tentemos esquecer que o Rafa foi para o Benfica, que o Sporting conseguiu o empréstimo de Joel Campbell para precaver a eventual saida do Slimani, que o nosso Porto coloca Aboubakar na prateleira e Adrien Lopez no onze inicial de uma pré-eliminatória da Champions e que o nosso líder NES ainda só fala na primeira pessoa do...plural (não vá o diabo tece-las). Oxalá não se note que este plantel é muito curto para as exigências (mesmo) de uma pré- eliminatória da "champs". Não acredito em milagres, mas que os há, há...

Galatasaray pagou 700 mil euros por Josué (nada mau...)



O Galatasay, numa nota publicada no seu site oficial, revelou que pagou 700 mil euros pelo empréstimo por uma temporada. Josué vai ter a sua segunda experiência no futebol turco, depois de ter passado uma temporada e meia ao serviço do Bursaspor.

segunda-feira, agosto 22, 2016

"O árbitro não foi eficaz"


Sobre o jogo contra o Estoril, eu diria que o André Silva foi eficaz e que se segue o dificílimo jogo em Roma e a não muito menos complicada visita ao Sporting.

Já sobre a frase de Rui Vitória ("O ÁRBITRO NÃO FOI EFICAZ") creio que é apenas uma declaração de que a tática do Benfas, agora, já é pública e pela voz do seu treinador, mas isto tem muito mais piada, não acham?

domingo, agosto 21, 2016

André Silva renova até 2021 e aumenta a cláusula para 60 milhões


É uma excelente notícia face às exibições promissoras do avançado. O contrato que o liga ao FC Porto é, agora, válido para as próximas cinco temporadas (2021) e tem uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. O anterior contrato era válido até 2019 e tinha uma cláusula de 25 milhões de euros.

sábado, agosto 20, 2016

Concentrem-se no Estoril e não pensem nisto



O Estoril soma duas derrotas consecutivas e só nos ganhou uma vez em casa em jogos a contar para o campeonato. Foi em 2013/14. 0X1 foi o resultado tendo sido Evandro, nosso atual jogador, a marcar o único golo do jogo.

Se vos conto isto é porque, hoje, só vos quero dar boas notícias. Não vos quero a pensar em coisas más como termos gasto com o Felipe, Alex Telles e Depoitre cerca de 20M, mas não 16M com um homem que marca golos e os dá a marcar (Rafa); que a SAD tinha que fazer mais-valias superiores a 70M€ em 2015-16 e não vai fazer; que previa entrar na Champions diretamente em 2016-17 e não entrou; que quer vender jogadores que afasta e não jogam (pelo que também não valorizam, nem se mostram); que vai transitar um prejuízo muito interessante (30/40M€) para 2016-17; que vence, em setembro, um empréstimo de 17M€ que tem como garantias Herrera ou Brahimi e, no próximo ano, 79M€ de dívida à banca para pagar/renegociar. Não, não, vos quero a pensar nisto.

sexta-feira, agosto 19, 2016

Em janeiro oferecemos 16M

Mas as boas notícias é que Antero Henrique e demais compinchas continuam firmes na nossa SAD (pequeno destaque, ali, à direita).

quinta-feira, agosto 18, 2016

Outras visões


E tudo a SAD está a levar...


Sobre o jogo apenas isto: levámos um banho de bola durante 25 minutos e só com mais um conseguimos equilibrar as coisas. Há, efectivamente, alguma qualidade neste plantel (Otávio é muito bom, André Silva idem, Telles promete), mas, como todos já percebemos, é curto. 

Todos à excepção da nossa SAD que parece decidida a mais um ano de "seca". Só uma planificação a lembrar o pior Benfica da década de 90 nos levaria a iniciar uma pré-eliminatória da "champs" sem centrais e pontas de lança no banco.

Apertem os vossos cintos!


quarta-feira, agosto 17, 2016

30 milhões e uma equipa



Em termos práticos, hoje estão reservados 15 milhões de euros para o vencedor da eliminatória (2M pela participação, 1M pela vitória e 12M pela passagem), mas essa é, apenas, uma fatia interessante de um bolo hiper-calórico, atendendo ao impacto que a prova pode causar no que diz respeito à valorização de activos, à possibilidade de abertura de "reforços" e às necessárias doses de confiança que a passagem oferece aos nossos jogadores.

Porém, se quisermos ser mais "contabilistas" podemos falar em 30 milhões em jogo. É só fazer contas: cada ponto somado na Champions rende 500 mil euros e a qualificação para os oitavos-de-final (objectivo, aliás, previsto nas contas da SAD para esta época) significa um encaixe de mais 5,5 milhões de euros. Com o acréscimo das receitas por direitos televisivos que podem chegar a cinco milhões de euros, o Porto joga diante da Roma a oportunidade de chegar a um encaixe de 30 milhões de euros.

Para que isto tudo corra bem, há que passar esta Roma que Spalletti "pegou" em Janeiro e, pelos resultados entretanto obtidos, percebe-se está uma equipa consistente e versátil do ponto de vista táctico (nesta última pré-época, em seis jogos, somou seis vitórias). Há que anular este Nainggolan (médio defensivo) que equilibra e este Perotti que desequilibra e não deixar que o jogo cínico e o rápido contra-ataque (onde se destacam Salah e El Shaarawy) façam muitas mossas...

Além do desastre desportivo, resta dizer que a diferença entre passar ou não passar são de, pelo menos, de 40 milhões...

O JOGO

terça-feira, agosto 16, 2016

Mapa de castigos revelado

O Porto vai pagar 3825 euros de multa “por arremesso perigoso de objectos” por parte dos adeptos no jogo disputado em Vila do Conde, de acordo com o que está determinado no artigo 186º, do Regulamento Disciplinar, e Alex Telles, expulso, foi suspenso por um jogo (falha o Estoril).

segunda-feira, agosto 15, 2016

Rafa & Olivier, lembretes e raspanetes



Sem pretender diminuir a importância que a velocidade e o futebol directo do Rafa podem ter no nosso Porto, agora que o Braga accionou a opção de compra sobre a parte da Gestifute, ficando com 80% do passe, sinal claro de que a venda vai ser feita até 31/8 e possivelmente ao nosso clube, convirá recordar o que disse o nosso Presidente há um ano: "Se vale 20 milhões, se calhar o Gonçalo Paciência ou o Ricardo Pereira valem 25 milhões. E o Ivo Rodrigues valeria 20. Esses é que resolveram jogos. Valorizar um não titular em 20 milhões, não. Não vamos entrar em loucuras."

E, já agora, convirá, também, pedir aos jornalistas que andam a traduzir o castelhano da Marca, jornal que anuncia Oliver a caminho do Porto, que os 18 milhões não são o preço. É ler, senhores.